Vamos falar de perto sobre cirurgia plástica? Programa de educação continuada acontecerá em Criciúma para todas as pessoas interessadas em fazer algum procedimento no corpo

A preocupação com o corpo é algo constante na vida de muitos brasileiros. A busca pela perfeição fez o país chegar ao segundo lugar no ranking mundial das cirurgias plásticas. Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps) por ano são realizados mais de 1,2 milhão de procedimentos ficando atrás somente dos Estados Unidos.

Juntamente com o desejo dos brasileiros de querer mudar algo no corpo ou no rosto cresceu o mercado de cirurgias plásticas. Hoje, o acesso a esses profissionais está mais fácil e por isso critérios importantes precisam ser avaliados antes de se submeter a algum procedimento.

Um bom profissional está sempre buscando o melhor para o paciente de forma que as necessidades e expectativas sejam alcançadas. Afinal, muitas vezes, a cirurgia plástica mexe com sonhos. O sonho de ter um corpo mais escultural faz quase 190 mil pessoas por ano buscarem a lipoaspiração. Outras 160 mil pacientes, anualmente, colocam prótese de silicone e quase 150 mil realizam procedimento nas pálpebras.

Buscando tornar esses sonhos realidade, há dez anos, surgiu em Criciúma a Clínica de Cirurgia Plástica Belvivere. Juntos, os médicos cirurgiões plásticos June Favarin e Eduardo Favarin abriram as portas do empreendimento com o intuito de levar um conceito diferenciado a todos os pacientes do sul de Santa Catarina. “Proporcionar aos pacientes uma maneira mais saudável de viver, encontrando o equilíbrio e harmonia com sua própria imagem, foi um dos princípios que pautaram a fundação da Belvivere Cirurgia Plástica“, explica a Dra.June Favarin.

O negócio, pioneiro na região, cresceu rapidamente. A lacuna que existia na região exigiu, até mesmo, que os proprietários buscassem oferecer o uma grande gama de procedimentos. A Dra. June Favarin lembra que pouco tempo após a inauguração da clínica tratamentos estéticos, não invasivos ou minimamente invasivos, foram agregados à lista de opções para atender aqueles pacientes que não desejavam submeter-se a uma cirurgia. “A Dra.Josy Sasaki deixou Belém do Pará para agregar ao nosso quadro de profissionais oferecendo as melhores opções da dermatologia avançada“, conclui Dra. June.

Nestes dez anos no mercado a Belvivere conquistou pacientes não só de Criciúma, mas de toda região Sul do Estado. E para comemorar uma proposta diferenciada está sendo apresentada aos moradores. A Belvivere está lançando o programa de educação continuada onde às pessoas interessadas em realizar procedimentos cirúrgicos e estéticos terão a oportunidade de esclarecer todas as dúvidas de forma gratuita. Já aqueles que fizeram um procedimento poderão ter acesso a informações importantes sobre cuidados e continuidade dos tratamentos. “A idéia com esse programa é retribuir para a sociedade tudo aquilo que elas nos proporcionaram ao longo destes dez anos. Levando informação gratutita ao público poderemos aproximar os procedimentos plásticos e estéticos de pessoas que, talvez, estejam inseguras quando aos procedimentos e cirurgias“, destaca Dra. Eduardo.

As reuniões do Programa serão mensais. A cada mês um dos profissionais da Belvivere estará recebendo os interessados para falar de temas que serão escolhidos pelos próprios pacientes e interessados. Através das nossas mídias sociais será possível optar pelo assunto a ser abordado nos encontros. O primeiro deles já tem data para acontecer será no dia 16 de maio no auditório do Edifício Millenium a partir das 19h30. Para acompanhar os temas que estarão em discussão é só acessar o facebook (www.facebook.com.br/belvivere) ou o instagram (@clinicabelvivere) da Clínica de Cirurgia Plástica Belvivere.