Cirurgia Plástica

Mastopexia

Reposiciona a aréola e o tecido mamário, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido para compor o novo contorno da mama.

Os seios muitas vezes mudam com o tempo, perdendo sua forma jovem e firmeza. Estas alterações e perda da elasticidade da pele podem ocorrer devido a gravidez, amamentação, oscilações de peso, envelhecimento, gravidade e hereditariedade.

Comumente referida como cirurgia de lifting de mama, a mastopexia reposiciona a aréola e o tecido mamário, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido para compor o novo contorno da mama.

Em alguns casos, a mastopexia é realizada isoladamente, em demais casos, ela é usada com procedimentos de cirurgia plástica tais como a lipoaspiração ou abdominoplastia. Mas antes de qualquer coisa, escolha um cirurgião em quem você possa confiar.

O tamanho e a forma dos seios são importantes. Converse com seu cirurgião sobre suas expectativas. Cirurgia plástica envolve muitas escolhas. A primeira e mais importante delas é selecionar um cirurgião em quem você possa confiar. Verifique se o cirurgião é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e se tem Registro de especialidade médica (RQE) em cirurgia plástica pela AMB (Associação Médica Brasileira). Também é importante checar o currículo do profissional, onde ele fez a graduação, residência médica, especialização e sua experiência profissional.

Indicações da cirurgia de mastopexia

  • A mastopexia está indicada para mulheres que apresentam flacidez e caimento das mamas em função do envelhecimento, grande variação do peso ou amamentação.
  • Indivíduos saudáveis que não tenham doença com risco de vida ou condições médicas que possam prejudicar a cicatrização.
  • Mulheres com os seios totalmente desenvolvidos.
  • Quando não sustentado, os mamilos se posicionam abaixo do sulco da mama.
  • Mamilos e aréolas apontam para baixo.
  • Pele flácida e aréolas alargadas.
  • Uma das mamas é mais baixa que a outra.
  • Não fumantes.
  • Indivíduos com atitude positiva e expectativa realista do resultado cirúrgico.
  • Indivíduos determinados a seguir as recomendações do cirurgião plástico.
  • Indivíduos descontentes com algumas formas do seu corpo.
  • Indivíduos com disponibilidade e tempo não só para a cirurgia, mas também para o período de recuperação.
  • Qualquer cirurgia plástica é um procedimento individualizado e você deve fazê-lo para si mesma, não para satisfazer a vontade de alguém ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

Como é a cirurgia

A cirurgia pode ser realizada com implante de silicone nos seios ou não, dependendo da quantidade de tecido mamário. “Existem casos em que a mama está com espaços vazios, que precisam ser preenchidos pelo silicone para que seja devolvida a firmeza e a sustentação”, explica o cirurgião plástico Dr. Eduardo Favarin, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. “Com a idade, o tecido mamário atrofia, ou seja, vai diminuindo, isso é o que causa este problema”.

Nos casos em que não é necessário o uso de próteses de silicone, é feita a retirada do excesso de pele e o reposicionamento do tecido mamário para dar um novo contorno à mama. Em alguns casos, o cirurgião também retira gorduras ou glândulas a fim de dar aos seios um bom formato.

As incisões geralmente são realizadas ao redor da região dos mamilos, podendo estender-se em uma linha vertical saindo da aréola em direção à base do seio ou ainda para um formato de T invertido, dependendo da quantidade de pele que será retirada.

A cirurgia dura, em média, de uma hora e meia à quatro horas.

A paciente pode deixar o hospital no mesmo dia ou ainda permanecer internada por 24 horas.

Anestesia

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. Será realizada uma anestesia local com sedação, geral ou peridural.
A anestesia geral é a modalidade anestésica indicada para as cirurgias mais complexas e de grande porte. Nesta o paciente fica inconsciente, incapaz de se mover.

A anestesia local funciona bloqueando os receptores para dor na pele e os nervos mais superficiais, impedindo que os mesmos consigam enviar sinais doloroso para o cérebro.

O Dr. Eduardo Favarin alerta que somente médicos especializados podem usar as técnicas de anestesiologia.

Pós-operatório da cirurgia de mastopexia

O pós-operatório irá variar de paciente para paciente, de acordo como número de procedimentos realizados, características clínicas, entre outras variáveis. Via de regra a maior parte dos procedimentos exigem pelo menos uma semana de repouso e 30 dias ou mais afastados de atividades físicas mais intensas, como academias e outros esportes.

Gravidez, perda de peso e menopausa podem influenciar na aparência dos seios submetidos à cirurgia.

Deve ser usado com o objetivo de diminuir o inchaço e sustentar e remodelar a mama por 30 dias. Ele deve ser usado de forma contínua, retirado apenas para o banho. Em seguida eles podem ser substituídos por sutiãs normais, exceto os sutiãs meia taça, que possuem arame de sustentação.

O mamilo pode ficar dolorido e sensível ao toque após a cirurgia, por isso, a cirurgiã recomenda que sejam colocadas gazes também nessa região, evitando a fricção com roupas.

Segundo o Dr. Eduardo Favarin o resultado do procedimento varia para cada paciente, por isso é importante procurar um profissional que esclareça todas as dúvidas e explique detalhadamente o procedimento, quanto mais seguro e confiante o paciente se sentir melhor.

Resultados da mastopexia

O resultado final aparecerá ao longo dos meses. Em média, após um ano é possível ver os resultados finais, como a forma e a posição da mama desejadas. “Porém as alterações de cicatrização perduram até um ano, aproximadamente, fase em que as cicatrizes já se encontram mais finas e claras”, explica Dr. Eduardo Favarin.

As mamas podem voltar a cair caso haja influencia pela qualidade da pele flácida, oscilação grande de peso, envelhecimento e amamentação.

Você deve fazer acompanhamento com seu cirurgião plástico para discutir mudanças em seus seios.

Preço da cirurgia de mastopexia

A hora de estipular o custo da cirurgia, há uma série de fatores que influenciam nesta soma. Uma deles é o cirurgião plástico, ou seja, o quanto ele é experiente e especializado no assunto. Mas não se iluda, ter um profissional qualificado é fundamental se você quer ter um bom resultado. Por isso, confirme sempre se o médico é um especialista e experiente em cirurgia plástica. Uma das melhores formas de fazer isso é conversando com outros pacientes.

Procedimento cirúrgico passo-à-passo.

Assista o vídeo e conheça detalhes de como é realizada a mastopexia.

Acesse nosso canal no youtube

Assista mais vídeos sobre estas e outras cirurgias em nosso canal.

Receba nossas newsletters

Preencha o formulário ao lado e cadastre-se para receber nossos informativos sobre cirurgia plástica.